domingo, 19 de setembro de 2010

Quêismos!

Cansei de dizê-los, ouví-los, querê-los entender. Existem dias, fatos, cenas que são o bastante para completar toda e qualquer dúvida que ainda paire sobre nossas mentes, nossos corações. Se bem que, na verdade, nós sabemos o que de fato nos acontece, nos entristece, mas não é o bastante para findarmos alguma situação, porque nós, seres humanos errantes, precisamos de um tempo para digerir tudo a nossa volta, e nesse tempo podem estar as situações que revelam e trazem à pele o sentimento de fim. Repito a todos: o fim não significa Nunca, muito pelo contrário, ele abre espaço para o começo. Nunca nega todas as possibilidades de começo, e isso não é o que quero transpor aqui.
Porque Nunca e Sempre jamais podem ser ditos.
E Fim e Começo acontecem instantaneamente,
a todo tempo,
momento,
agora.


Fim do meu pensamento,
começo do seu.

Por: Ana Paula Morais

2 comentários:

  1. Gostaria de poder concordar com seu post.

    De coração.

    ResponderExcluir
  2. A ideia aqui é reflexão. Concordância é uma possibilidade. Acho que você conseguiu refletir, então. Abraço!

    ResponderExcluir

Um beijo pelos dedos que aqui escrevem, um Queijo pelo suspiro aqui postado.