quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Olhos que se entregam, ilegais...

Eu simplesmente não entendo como tal sentimento pode me suprir tanto e me matar ao mesmo tempo,
são dedos em outros dedos, salivas em outras línguas,
íris em outro corpo...
E eu aqui definhando,
esperando um sim ou nunca mais.

Por: Ana Paula Morais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um beijo pelos dedos que aqui escrevem, um Queijo pelo suspiro aqui postado.