quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

O vento...

traz cada lembrança pequena e fantástica. Cada detalhe intenso e firme. É como uma cicatriz que pode durar a eternidade ou somente uns anos, mas lembramos exatamente como e quando aconteceu. E são esses ventos que retornam a mim hoje, com cicatrizes. Mas, por alguns segundos a mastigo e por tantos outros escapa à minha mão. Deixo novas cicatrizes  o vento me presentear, e nestas, diferente das outras, posso escolher a melhor forma pra cicatrizar.

Por: Ana Paula Morais

mas o estrago que faz a vida é curta pra ver ♪

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um beijo pelos dedos que aqui escrevem, um Queijo pelo suspiro aqui postado.