domingo, 6 de fevereiro de 2011

Assim e sendo...

como os passos que me seguem,
como o breu que me envolve,
como a luz que me preenche,
como o caos que me deleita,
como o avulso que me olha,
como a cruz que me carrega,
como o rastro que me escreve,
como o fogo que me sustenta,
como o beijo que me molha,



como o corpo que me seduz,
como o alívio que me devora,
como o líquido que me sangra,
como a voz que me soa,
como os dedos que me passeiam,
como a vida que se desfaz,
como o parodoxo deste feito,
eu vou seguindo até nunca
e mais.

Por: Ana Paula Morais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um beijo pelos dedos que aqui escrevem, um Queijo pelo suspiro aqui postado.