domingo, 17 de outubro de 2010

Imagine

Os passos leves,
contidos nesta valsa.

Os sussurros mal ditos,
e por vezes maldito.

Os tremas que pudesse,
retirar e manter a rima.

Os lábios quentes,
banhando-me o ventre.

Nossos corpos unidos,
caídos, sem vestes.

Um pedido de resgate,
que você soltou-me os dedos.

Meu beijo agora,
e seu cheiro em mim.

Por: Ana Paula Morais

Um comentário:

Um beijo pelos dedos que aqui escrevem, um Queijo pelo suspiro aqui postado.