domingo, 6 de março de 2011

vitae

A gente vai vivendo assim... 
Com um pouco de sal e sazon, ou sem sal, nem cor. 
A gente vai vivendo assim... 
Com roupa e pudor, ou corpo nu em frenesi.
A gente vai vivendo assim... 
Como quem cala e não consente, como quem não fala pra não mostrar os dentes.
A gente vai vivendo assim... 
Com amor e sofrimento ou sem amor por um momento.
A gente vai vivendo assim... 
Sem falar, nem aquecer ou querer e não fazer.
A gente vai vivendo assim... 
dedos, mãos e sombra, ou sem corpo, nem musculos que o sustentem.
E a gente vai vivendo assim...
e assim, se não pior, 
a gente morre também.

Por Ana Paula Morais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um beijo pelos dedos que aqui escrevem, um Queijo pelo suspiro aqui postado.