sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Segue

Cinza cor dos meus olhos
tempo de chuva me encontrou
trouxe prisão e solidão
à mente afogada no passado.

Levou o presente tão latente,
trouxe desejo e frio ao peito,
que já tinha os levado ao próprio enterro.

Afoguei o juízo na nuvem pairada
rezando insana, por ti meu amor
apoiada em mim, sem luz, nem dor.

Devolve a terra para em ti soterrar,
levar teus sonhos que a mim pertuba,
livrar-me de vez, do teu som, resoluta.

Por: Ana Paula Morais
 

4 comentários:

Um beijo pelos dedos que aqui escrevem, um Queijo pelo suspiro aqui postado.